Arquivo para exopolítica

MSNBC inova a mídia, levando a sério a Verdade

Posted in Disclosure, Guerra de Informação, Jornalismo, Ufologia with tags , , , , , , , , on 20 de janeiro de 2012 by hiperdimensao

Mais uma vez, a MSNBC sai na frente e inova, botando o dedo na ferida e tratando a sério os assuntos “proibidos” tachados e ridicularizados hoje como “teorias da conspiração”. Aliás, este é um meme que só tem crescido ultimamente e uma progressiva massa de pessoas parece estar realmente se despertanto para a verdadeira realidade do nosso mundo, que mais parece – temos que admitir – ficção científica.

Na matéria do link  o apresentador nos diz que “Obama está oficialmente em total negação para o fato de que a Terra tem sido visitada por extraterrestres” e segue: “qualquer pessoa que possui acesso à internet pode dizer que há um grande número de avistamentos de OVNIs há muitos anos”.

Pelo restante da matéria o âncora explica que já houveram 2/duas petições para que a Casa Branca reconhecesse a realidade extraterrestre, totalizando mais de 20.000/vinte.mil assinaturas. Mesmo assim, a negação se sobrepõe à vontade da população. O porta voz da Casa Branca, Phil Larson, diz que estão procurando por vida fora da Terra mais ainda não há evidências de que outra civilização tenha contactado qualquer membro de nosso planeta. Diz ainda Larson que “alguns cientistas acreditam haver vida em algum planeta distante mas é muito improvável que um dia façamos contato por causa das grandes distâncias envolvidas”.

Sério? Esse é um dos argumentos mais ridículos que existem contra um possível contato. Há pouco mais de 500/quinhentos anos atrás, os “experts” também coachavam ser “impossível” atravessar os oceanos. Mais impensável ainda para o povo europeu da época era imaginar um outro continente (as Américas) além mar. E, por mais que esse continente fosse inalcançável, para a surpresa dos europeus, lá existiam seres humanos (!). Claro que os índios eram um pouco diferentes em aspecto em relação ao povo europeu. Mas eram, inegavelmente humanos. Assim é a realidade do cosmos. A Terra, um continente isolado e nós, meus amigos, somos os aborígenes, os atrasados, os “sem alma” – que era assim que os índios eram tratados pela muitíssima ética igreja católica.

Mas é neste ponto em aí que a matéria fica interessante, porque o apresentador começa a agir com ironia diante da resposta oficial – uma sádica reviravolta na tática usada a muitos anos pela mídia corrente: tratar o assunto OVNI com desdém e ironia.

– Quem estuda o assunto OVNI sabe que a revelação da existência de outras civilizações mais avançadas que a nossa posa como uma ameaça para o status quo, forçando um ponto final no domínio da Terra pelas grandes corporações energéticas (leia-se petrolíferas, as quais também detém o controle sobre as indústricas farmacêuticas e instituições financeiras) –

Diz o âncora: “o Paradigm Research Group, responsável por uma das petições alega que a resposta [da Casa Branca] vem de um empregado de baixa categoria e que a resposta é inaceitável”. E agora, a melhor parte: “Particularmente inaceitável quando a evidência está logo abaixo do nariz da Casa Branca! Ou melhor, acima da cabeça da Casa Branca” e segue um video mostrando claramente os OVNIs sobrevoando a Casa Branca e mais outro video relatando outro caso antigo. “Se você, Phil Larson, diz não possuir evidências, é porque você não tem YouTube”. Ah! Essa foi demais.

Agora, a mais nova matéria da MSNBC faz um resumo de outra facinante história que está explodindo na internet: a de que Barack Obama fez parte de um programa secreto da CIA de viagens para Marte através de teletransporte. Nada menos do que 3/três oficiais governamentais estão separadamente revelando partes da mesma história.

Era o Projeto Pegasus, criado na década de 70 pela DARPA, agência americana de segurança nacional, que através das tecnologias desenvolvidas por Tesla há alguns 100/cem anos atrás explorou as viagens no tempo e o teletransporte.

– Tesla morreu sem ser reconhecido por muitas de suas invenções e foi levado à falência por uma grande companhia elétrica que também era responsável pela colocação de cabos elétricos, retirou todo o investimento quando Tesla descobriu uma maneira transportar eletricidade sem necessitar de fios; adivinhem só? suprimida até hoje –

A MSNBC segue a linha do sarcasmo para os incrédulos em negação e fecha a matéria assim: “E você pensava que toda a história sobre a certidão de nascimento fosse muito extremismo? ACORDEM OVELHAS [ou como chamamos em portuguêm, o gado, as pessoas que agem como mero rebanho na sociedade], isto é algo muito louco e verdadeiro”.

Parece mesmo que a verdade está vindo à tona e o jogo está virando à favor das pessoas, do 99%. Não é à toa que estão querendo censurar a internet.

Fora SOPA!!!

Ex-governador do Arizona admite que as Luzes de Phoenix em 1997 era uma gigantesca espaçonave extraterrestre

Posted in Disclosure, Guerra de Informação, Jornalismo, Política, Ufologia with tags , , , , , , , , on 18 de dezembro de 2011 by hiperdimensao

Ex-governador do Arizona, Fife Symington, dia 12 de novembro de 2011 foi o mediador em um evento público, seguido de perto pela imprensa. Ele, mais outros 14 ex-oficiais militares e governamentais, todos altamente qualificados se reuniram para discutir  os incidentes OVNIs, que sempre têm levantado muitas questões polêmicas.

Os oficiais trocaram evidências, histórias de acontecimentos pessoais envolvendo objetos voadores não identificados, teorias, impressões.

Symington, inclusive, relatou já ter tido contatosvisual com um objeto que “desafiou sua lógica e o fez contestar seu senso de realidade”. Foi durante seu segundo mandato como governador do Arizona. “Eu pude testemunhar uma aeronave gigantesca, em forma de delta, silenciosamente navegar sobre Squaw Peak, uma cadeia de montanhas em Phoenix, Arizona. Era realmente de tirar o fôlego. Eu estava absolutamente aturdido com as Luzes de Phoenix. Para a minha perplexidade esta aparição se revelou. Era dramaticamente grande, com um dos lados distintamente sendo a frente de navegação, carregando enormes luzes pelos céus do Arizona. Como piloto e ex-oficial da força aérea, eu posso definitivamente dizer que essa aeronave não se parecia com nenhum objeto feito pelo homem. Era impossível serem apenas sinalizadores, pois eles não voam em formação”.

Este incidente a que Symington se refere ficou conhecido como “As Luzes de Phonix”:

As luzes de Phoenix foram foram testemunhadas por milhares de pessoas e até um documentário de mesmo nome foi feito, com relatos de vários dos observadores do fenômeno.

Uma histeria se intensificou quando a história ficou conhecida nos EUA e o governador – na época – decidiu fazer uma conferência à imprensa. Tudo piorou quando meu auxiliador chefe chegou a conferência vestido de alienígena. A sensação de pânico era visível e isso chateou muitos dos consituintes.

Symington agora diz: “Quero fazer a coisa certa agora. Eu nunca tive a intenção de ridicularizar ninguém. Meu escritório fez alguma investigação a cerca da origem da aeronave, mas até hoje não há resposta. A força aérea chegou a dizer que eram sinalizadores. Essa é a atitude dos canais oficiais: eles dão explicações que não correspondem aos fatos; explicações como balões metereológicos, gases, sinalizadores militares.E eu nunca fiquei feliz com essa explicação boba. Poderia muito bem ter tido sinalizadores militares no céu aquela noite, mas o que eu e centenas de outras pessoas virmos não era nada parecido com isso. Sei que não estou sozinho e existem muitos outros militares de altas patentes e oficiais da aviação e do governo que dividem essas preocupações comigo. Durante suas obrigações eles também observaram incidentes com objetos voadores inexplicáveis. Em alguns casos, investigações oficiais foram feitas por causa de segurança nacional e de vôo. Falando comigo, essas pessoas estão colocando suas reputações em risco. Elas lutaram guerras e guardaram armas secretas, protegendo o céu de nossa nação. Queremos que o governo ponha um fim nessas histórias que perpetuam o mito de que todos os OVNIs podem ser explicados de um jeito convencional, terreno. As investigações precisam continuar [pararam em 1969!], documentos precisam deixar de ser classificados. Não dá mais para fugir de um diálogo franco. Incidentes assim continuam ocorrendo. Há um ano atrás o aeroporto internacional Chicago O’Hare teve uma experiência ufológica similar. O que vimos nos céus do Arizona vai muito além dessas explicações convencionais. Quando se trata de eventos dessa natureza, ainda completamente misteriosos, nós merecemos mais abertura governamental”.

Finalmente os oficiais estão indo à luta e se arriscando para que os governos terminem o embargo sobre a verdade extraterrestre. É inegável o fato de que não estamos sozinhos. As evidências se acumulam a cada dia que passa e mesmo assim muitos ainda ignoram a realidade desses fenômenos. A lavagem cerebral oficial em cima dos cidadãos é tão evidente em sua eficiência que  quase 15 anos depois de um evento tão significativo – leia-se uma gigante espaçonave alienígena sobrevoando uma cidade inteira – ainda não é do conhecimento de grande parte da população terrena. A idéia do rídiculo e da perda da reputação para quem toque no assunto extraterrestre torna o fenômeno um tabu, indiscutível, coisa de louco. Precisamos parar de agir conforme pequenas engrenagens fazendo girar a máquina social imposta pela televisão e pela mídia corrente. Nós somos os próprios perpetuadores da visão ‘oficial’ e agimos como polícia de nosso próximo, oprimindo a verdade e o conhecimento.

Cabeça aberta! Uma nova Renascença se inicia.

Destaques do novo relatório Web Bot Project de dezembro de 2011

Posted in Ciência, Disclosure, Futurologia, Guerra de Informação, Jornalismo, Nova Ordem Mundial, Política with tags , , , , , , , , , on 8 de dezembro de 2011 by hiperdimensao

É, pessoal. A coisa parece que vai começar a pegar fogo. Pra quem ainda não sentiu o cheiro de fumaça, o gélido toque da água batendo na bunda vai pegar muita gente (o gado) de surpresa.

Eles começam assim:

“O Grande Show está aqui – Contrariando a opinião consensual, nossos dados nos dizem que o GRANDE Espetacular 2012 começa em março, e não em dezembro [21 de dezembro de 2012 te lembra algo?]. Isso vai necessariamente pegar muita gente de calças curtas…é o que o universo aparenta manifestar.”

Outra coisa interessante é que as ‘tensões crescentes’ parecem não mais existir nos dados. Nós acabamos de passar pela última ‘marola’ do gráfico e algo definitivamente já mudou para sempre a maneira de como vivemos o mundo.

Em relação aos ‘Mercados’, parece mesmo que o sistema financeiro mundial vai se quebrar e se esfacelar, levando consigo grande parte das intituições. Mas parece que um novo sistema irá se reconstruir em até 20 anos, tendo a França, a Irlanda e a Grécia como novos polos culturais nessa nova Renascença.

Os subconjuntos anteriores sob título de [diáspora] parecem agora mais precisos e indicam que haverá muitas pessoas fugindo do acidente nuclear em Fukushima, Japão. As mutações e mortes relacionadas ao acidente devem depontar como efeitos colaterais do ocorrido em breve, sendo ordenadas evacuações compulsórias pelas autoridades locais nos próximos meses. Os problemas que surgirão da confirmação da contaminação de pessoas e alimentos impulsionarão novas invenções e técnicas nessa nova renascença que ocorrerá “meses depois do [colapso geral] da [coporatocracia global]”. Segue: “a [onda de resposta de inovações anti radiação] é descrita na linguagem apontando em direção a uma [interligação (coletivos auto organizados) de inovadores] que irão [inventar com sucesso] não apenas [novas medidas/produtos anti radiação], mas também novos [métodos] para [trocas (de mercadoria/informação) humano-humano]”.

Nos EUA, [hiperinflação], [escândalos],  [manifestações da fome], [transformações], [fratura (do corpo social)], [degradação] do [império americano], [implosão] do [coluio Reserva Federal] – o Federal Reserve Bank, impresa privada responsável pela criação de dinheiro nos EUA. Esses são os termos que têm se manifestado no léxico. Os coletivos auto organizados (CAOs, – coincidência?) serão responsáveis por novas espécies de contratos sociais entre as pessoas, quando tudo irá parecer estar perdido. Antes, porém, muitas pessoas serão presas e uma nova Guerra será jogada garganta abaixo do mundo, numa esperaça de distrair a população. Mas a verdadeira guerra, como muitos irão perceber será entre a elite psicopata e nós, o gado.

Ainda lá, outro aspecto interessante a ser notado “serão as [novas formas] de [publicidade] que [emergirão] em 2012. As [corporações de publicidade] tentarão [vender produtos anti radiação], ou [fazer publicidade de comida e água ‘limpas’]. O [problema] para as [corporações] terão indício de crescer através dos [novos editais governamentais] que irão [sancionar invisivelmente] àqueles que [falarem sobre radiação (nos EUA)]. Este problema irá [produzir] alguma [diversão/entretenimento] através de novos formas de [linguagem em duplo sentido]”.

Em relação ao planeta Terra, muito em breve, um novo tipo de fenômeno natural irá chamar a atenção da comunidade científica. Esse fenômeno se fará perceptível por causa das conjunções situacionais do nosso planeta – enquanto viaja junto ao Sol e das condições espaciais galácticas. A medicina irá se beneficiar bastante dos avanços tecnológicos que irão surgir do estudo dessa nova forma de energia. Junto a isso, mais mudanças climáticas, climas fora de época e tempestades irão temperar nosso dia a dia. A [doença solar], um termo que já vem aparecendo faz tempo nos relatórios vai ser notada no próximo ano. Os termos associados dizem respeito a [queimaduras solares], [sol queimando], [grandes faixas de terra queimadas pelo sol], [danos solares], [impactos pessoais]. Falar sobre o tema fará parte da vida de pessoas que trabalham muito tempos expostas ao Sol.

Para aqueles que já conhecem o fenômeno da Espiral da Noruega – já muito bem analisado por Richard Hogland, outro fenômeno similiar em estranheza será presenciado. Será causada por uma [intervenção humana (militar)] no [clima].

Agora, irei citar alguns trechos que estão na parte mais legal do relatório, a parte intitulada “Peidos de Cabras Espaciais”:

“Há outros conjuntos dentro de [documentos estragados] que se referem à [segredos revelados] sobre o [espaço (sideral)], e [alienígenas espaciais], e [progenitores da humanidade], e [morte da religião], e [energias espaciais desconhecidas], e [reorganização (cosmológica)], e muitos outros do tipo. Logo ao redor de janeiro, esses [documentos estragados] trarão também dados relativos a [naves espaciais], e [exploração espacial], e [atividades humanas do espaço]. Enquanto o Modelo Experimental segue através de 2012, os Peidos de Cabras Espaciais crescem mais do qualquer outra área de nosso Modelo. Outros conjuntos sustentam que [grandes barreiras] irão se [quebrar/cair] em 2012 em relação às [interações humanas e a de seres não terrestres]. A idéia que vem das camadas mais detalhadas de dados é a de que os [segredos revelados] irão produzir alguma [evidência física] em 2012 que fará parte do [despertar político geral] de [grande parte da população]. Todos esses conjuntos estão intimamente conectados à [elite entrincheirada] e seu [desespero fascista pela tomada (de poder no hemisfério norte)]. Os detalhes sugerem que o [medo dirige a elite entrincheirada] enquanto eles [consideram/pensam a respeito] do [potencial (conhecimento alienígena) se alastrar mundialmente] e dos [horrores] que isso irá causar ao seus [delicados balanços no controle (mundial)]”.

Toda essa nova onde de informações sobre a nossa realidade irá manifestar coisas como “[falta de chão], [distúrbios nos processos de pensamento], [cambaleantes], [vertigens], [falta de balanço] e outras palavras similares. Há outras áreas que revelam detalhes que descrevem uma [compulsão por tentar reconstruir] [imagens mentais (de um universo insano)]. Tal linguagem inclui aspectos como [chegar a emperrar], [tempestade cerebral], [curto circuito cerebral], [colisões neurais], e outras expressões para [doença elétrica mental]. A [compulsão] e a [doença elétrica mental] são conjuntos que se cruzam com [expectativa do inevitável] dentro do conjunto [elite entrincheirada]”.

“Outros aspectos dentro das estruturas que suportam [guerras alienígenas] incluem um alto membro da [oficialeza] tendo um [visível] episódio de [distúrbio estomacal] por causa de um [mal-entendido (em um) discurso], e o [eco/resposta] de [outro incidente por causa de microfone ligado]. Aparentemente o [membro oficial] irá pensar e reagir como se tivesse [inadvertidamente vazado informação classificada (sobre aliens do espaço)] [ao vivo] perante um público que irá [amplamente gravar em vídeo]”.

Segura! Segura firme, que uma onda gigante de novos tipos de acontecimentos irão se desenrolar nos próximos anos!

Conflito no Oriente Médio recebe ajuda extraterrestre para a paz

Posted in Disclosure, Guerra de Informação, Jornalismo, Política with tags , , , , , , , , , , , , on 4 de novembro de 2011 by hiperdimensao

O Oriente Médio acaba de receber ajuda alienígena no último dia 31 de outubro de 2011.

Uma base alienígena foi destruída nessa data. Ela esteve em operação durante os últimos 5cinco mil anos! A civilização que operava esta base utilizava tecnologias exóticas a fim de gerar ódio entre os seres humanos da região.

Um representante e contato terrestre dos seres que atacaram essa maléfica base extraterrestre nos diz:

“Meus contatos do Conselho de Andrômeda me disseram que a base era muito profunda. Milhares de metros sob a água. Por anos essa base usou de frequências sônicas, especificamente miradas nas áreas do Oriente Médio, deixando as pessoas muito irritadas e agitadas, sendo induzidas a ações baseadas no medo e no ódio. Isso gerou por muito tempo emoções de confusão, medo, agitação e agressão. Eles me mostraram como a aparelhagem funcionava e uma frequência em particular era escolhida para colocar as pessoas umas contra as outras. Os reptilianos a ligavam todos os dias e era essa a maneira de controlar as pessoas em terra. Essa base em particular estava em operação a 5.000 anos. O raio de ação chegava até a Síria, Iraque, Iran, Afeganistão, Paquistão e outros países da região, incluindo Israel e Palestina. Isso é um tipo de tecnologia muito poderosa. Era necessário somente 15 minutos de operação dessa maquina para que as pessoas começassem a sentir os efeitos. Isso talvez explique muita coisa…”

O artigo original pode ser lido aqui.

A região já era conhecida por apresentar vários fenômenos eletromagnéticos exóticos, gerando a curiosidade da força militar de vários países, incluindo EUA, Inglaterra, Japão, China, entre outros. Essas ações geraram políticas de proibição e alerta de navegação no Golfo de Aden e as autoridades recomendavam evitar a área, pois ela estava sendo alvo “de constantes atuações piratas”. Mas a verdade era que qualquer embarcação que chegasse perto dos limites militares estabelecidos era imediatamente abordada – senão atacada.

Essa não é a primeira base a ser destruída por coalizões extraterrenas. Análises anteriores de atividades sísmicas na costa oeste dos EUA desde agosto de 2011 mostram relações com explosões – ao invés de terremotos naturais como a mídia corrente perpetua. Vários autores e investigadores independentes chegaram ao mesmo resultado.

Evidências de vida inteligente em Marte – parte 2

Posted in Arqueologia, Astronomia, Ciência, Disclosure, Guerra de Informação, Política with tags , , , , , , , on 26 de outubro de 2011 by hiperdimensao

Esta é uma continuação do artigo postado no dia 10 de outubro de 2011. As imagens foram tiradas do Google Mars pelo pesquisador Joseph P. Skipper e as evidências foram trazidas à atenção por Mark Wells. As coordenadas aparecem nas figuras, incentivando e facilitando a verificação por conta própria dos interessados em se aprofundar no assunto.

Nas imagens a seguir veremos uma evidência que sugere civilização ativa em Marte por causa de algo muito semelhante a um sistema de transporte na superfície marciana. O lugar onde essa evidência se encontra está bem próximo da famosa e controversa Cratera Hale.

A imagem acima mostra todo o contexto onde um possível sistema de transporte pode ser notado. Tenha em mente que ambas cores – o marrom do lado esquerdo da figura e o dourado do lado direito – são provavelmente artefatos incluídos nos dados originais, cores artificiais colocadas como layers com o objetivo de ofuscar detalhes do terreno. O que sobra são as formas gerais da geografia. Mesmo assim, a evidência da anomalia ainda é gritante.

Veja na imagem a linha reta apontada pelas setas duplas. A linha surge no canto superior esquerdo e desce para a direita desaparecendo sob a camada ofuscante dourada.

Linhas tão retas e perfeitas não existem na natureza, o que corrobora a artificialidade da estrutura apontada. Ainda, note que a seta logo à direita das setas bifurcadas apontam para um objeto branco sobre o “trilho”. Esse objeto produz uma sombra à direita da imagem, sobre o terreno, da mesma forma que outras elevações no terreno produzem o mesmo padrão de sombra. Veja abaixo maior detalhe:

Note que o objeto parece ter uma terminação mais pontuda à esquerda e derrama sua sombra à direita. Mas essa é uma imagem com a resolução muito comprometida e a escuridão à direita do objeto pode muito bem ser uma ilusão criada pelo tratamento ofuscante e borrante aplicado à imagem, assim como a característica segmentada do trilho.

Isso porque a maior parte do terreno à direita do trilho tem um padrão de borramento mais suave que o padrão de borramento à esquerda. Ambos padrões escondem o verdadeiro padrão do terreno e também o que mais possa haver lá. Assim, qualquer tipo de sombra jogada à esquerda do objeto pode em parte estar coberta e escondida pelo filtro de textura mais granuladamente borrada à esquerda do trilho. Além, o borramento de ambos os campos parecem se cruzar em perpendicular a intervalos regulares através do campo, criando a ilusão de um trilho segmentado, o que pode não o ser de fato.

Na opinião do pesquisador, há realmente algum tipo de transporte aqui, mas ele deve ser bem mais largo do podemos ver. Ele suspeita de que muito desse sistema de transporte foi escondido pelo borramento, tanto à direita, como à esquerda do “trilho”, sobrando somente o que vemos. Talvez o que vemos seja a parte mais central desse sistema, sendo que todo ele deve ser mais largo, possibilitando que vários objetos transitem ao mesmo tempo em duplo sentido.

Toda essa especulação não é sem sentido. A questão não respondida é por que que a adulteração da imagem não foi bem sucedida em cobrir os “trilhos”? O pesquisador suspeita que isso aconteceu por causa da inteligência artificial responsável pela adulteração dos dados originais e sua capacidade limitada em fazer o trabalho de acordo com a percepção humana. É possível que a inteligência artificial usou a linha reta como referência para colocar 2/dois diferentes campos de borramento, 1/um em cada lado do “trilho”, mas não foi bem sucedida em emendá-los a fim de cobri-lo completamente. O mesmo tipo de falha já foi visto pelo pesquisador várias vezes durante os últimos anos.

Ainda, esse “trilho” talvez seja parte de um sistema elevado, pois ele não parece ser afetado pelas variações do relevo. Assim, talvez o que vemos sejam os suportes de elevação, já que nas imagens originais de alta resolução a inteligência artificial cobriu os verdadeiros trilhos. Qualquer sombra criada pela elevação do sistema foi coberto pelo tratamento de adulteração da imagem, que segue lado a lado ao longo de todo o trilho.

O processo de esconder o trilho foi muito difícil. Mas ainda assim vemos o trabalho preciso da inteligência artificial que faz o serviço através de níveis militares de resolução de imagem – ainda não admitidos. Mas ainda assim incapaz de unir 2/dois diferentes campos de adulteração que cruzam a evidência. O resultado é uma quantidade limitada de evidência anômala que sobra para nós.

Evidências de vida inteligente em Marte – parte 1

Posted in Arqueologia, Ciência, Disclosure, Guerra de Informação, Política with tags , , , , , , , , , on 10 de outubro de 2011 by hiperdimensao

A disponibilização de cada vez mais dados através de programas espaciais tem aberto brechas por onde pessoas curiosas podem notar anomalias verdadeiramente interessantes.

Mostrarei 2/duas dessas novas anomalias, recentemente frisadas pelo pesquisador independente Joseph P. Skipper, autor do site http://www.marsanomalyresearch.com/. Uma irá mostrar evidências de uma possível antiga civilização marciana. Outra irá sugerir a presença de uma ativa civilização contemporânea. O artigo será dividido em 2/duas partes. Vamos então aos fatos.

http://www.uahirise.org/PSP_008427_1380

Esta primeira imagem mostra a Bacia Hellas em Marte, também conhecida como Planície Hellas. É uma grande depressão, uma das maiores crateras já identificadas em nosso sistema solar. O lugar fica abaixo do equador marciano, aproximadamente nas coordenadas 42.7º S e 70.0º E. Pensa-se que esta bacia foi formada pelo impacto de um asteróide.

A bacia é circular e mede uns 2.300 km de diâmetro, com mais de 7/sete mil metros profundidade em relação ao terreno que o circunda. O que chama a atenção aqui são as formas geométricas encontradas quando olhamas mais de perto.

As imagens acima oferecem uma vista mais aproximada de uma cratera menor dentro da própria bacia. Note como esta parte é curiosamente composta por formas geométricas. Note também como outras faixas de terreno apresentam o mesmo padrão.

São formas similares a grandes degraus, esculpidos na parede da depressão que apresentam ângulos de 90º na composição de suas superfícies retangulares planas. Você inclusive pode ver alguns degraus neste video, no minuto 33, onde a altura da câmera em relação ao solo é menor que 1/um km.

É interessante também notar que no site oficial onde os dados são apresentados, eles colocaram um filtro azul sobre as imagens. Talvez estejam tentando fazer você acreditar em alguma relação com gelo. Isso é uma falsa premissa. Em vez de continuar propagando este tipo de psicologia, o investigador Skipper mudou o filtro para uma cor mais parecida com a de terra. Lembre-se de que os dados originais são apresentados em escalas de cinza e nenhuma dessas cores devem ser levadas em consideração na hora de analisar as fotos.

Note nessas imagens logo acima outros focos bem representativos. Veja os padrões claramente em “escada” ou “prateleira”, repetindo-se periodicamente em fileiras, dispostas lado-a-lado, formando vários terraços.

Agora preste atenção nas imagens abaixo e veja se encontra alguma semelhança.

http://www.edwardburtynsky.com/ (clique em ‘quarries’ ou ‘pedreiras’)

Serra Pelada, Amazônia, anos 80. Foto por Afonso D. C. Passos

Logo acima temos uma foto de uma pedreira em Portugal, seguida de outra pedreira na Amazônia. Ambos situados aqui na Terra. Alguma semelhança com as evidências de Marte? Acho difícil discordar, dado o padrão geométrico com angulações tão retas. O padrão natural é o fractal, não o reto, geométrico clássico. E apesar de muita poeira e dejetos estarem se acumulando progressivamente sobre o solo, ainda assim o padrão salta aos olhos.

Daí a suspeita de se tratar de um sítio de mineiração marciano, que esteve em operação a muitos e muitos milênios.

Os cientistas estão tendo tanto trabalho em colocar os dados dentro de um padrão lógico, identificando algumas formas de relevo como essas na Bacia Hellas justamente por não conceberem a idéia e efeito de civilizações em Marte ou em quaisquer outros planetas de nosso sistema solar. Eles até podem eventualmente conseguir assimilar a idéia de que lá exista água em forma de gelo. Mas nunca que alguém um dia iria querer garimpá-lo, imaginando também a possibilidade de que o impacto do asteróide gerou um profundo fosso onde água tenha se acumulado com o passar do tempo e lá congelado. Então, para eles, a erosão de alguma forma criou essas formações geométricas. Ha-ha-ha…

Vamos encarar o fato de que se não existe uma maneira segura de se explicar essas formações através de uma ação natural, então conceitos alternativos como atividade civilizatória também não é possível para eles. Aí então acontece que evidências como essas ficam simplesmente inexplicadas e qualquer um que sugerir outra explicação estará claramente fora do controle – um maluco cheio de teorias conspiratórias. Uma vez que estreiteza de visão descerebrada acadêmica seja finalmente arregaçada pela peso progressivamente acumulado de evidências contrárias e não escondidas, haverá então maior flexibilidade e acurácia em futuras análises científicas planetárias.

Em breve, a segunda parte do artigo.

Coletânea de videos ufológicos traz discurso de ex-presidente

Posted in Disclosure, Ufologia with tags , , , , , , , , on 28 de setembro de 2011 by hiperdimensao

Um ótimo video com várias filmagens de OVNIs, incluindo um trecho do discurso de 1985 do ex-presidente americano Ronald Reagan (1911-2004) em que fala que as diferenças entre os EUA e a União Soviética seriam extintas logo uma ameaça extraterrena fosse de conhecimento mundial. Uma ameaça por outras civilizações extraplanetárias traria a união mundial e o reconhecimento de que todos somos uma só humanidade.

É hora de reconhecermos quão abundante é a vida no universo. As evidências se acumulam a cada dia que passa e mais e mais pessoas se convencem de que não estamos sós.

%d blogueiros gostam disto: