Archive for the Traduções Category

Baleia aprende espontaneamente a imitar fala humana, uma demonstração de livre arbítrio entre espécies inteligentes

Posted in Biologia, Ciência, Disclosure, Jornalismo, Tecnologia, Traduções on 4 de novembro de 2012 by hiperdimensao

Foto de Baleia Beluga

(NaturalNews) Em 1984, o biólogo marinho Sam Ridgeway e outros continuaram pensando que estavam  ouvindo murmúrios vindos da baleia e golfinho no tanque National Marine Mammal Foundation, em San Diego, Califórnia.

Os sons que ouviram do tanque lembravam os seres humanos que falam a distância, portanto, impossíveis de entender. Então, um dia mais tarde, um mergulhador emergiu do tanque exigindo saber “Quem me disse para sair?”

Ridgeway e outros na base naval finalmente entenderam de onde os murmúrios estavam vindo. Eles determinaram que uma das baleias no tanque, um macho de baleia beluga branco chamado NOC, era um falador. NOC tinha sido estado em cativeiro entre os seres humanos por algum tempo depois de ser capturado na natureza.

Era sabido que os golfinhos poderiam ser treinados para imitar a fala humana. Mas NOC não havia recebido qualquer formação em discurso ou treinamento parecido. Até então, relato de casos parecidos vem de anedotas que ouvimos por aí, tal como um relatório de cuidadores no Aquário de Vancouver, em British Columbia, Canadá, em uma audição uma das baleias brancas disse seus nomes.

Ridgeway e sua equipe gravou sons NOC e padrões de fala ao longo dos próximos quatro anos para oferecer a prova científica de que um mamífero marinho podia falar depois de superar deficiências físicas.

Baleias não possuem uma laringe. Seus altos gritos agudos são realizadas através da combinação de suas cavidades nasais e furos de sopro.

De acordo com Ridgeway, “Nossas observações sugerem que a baleia teve que modificar sua mecânica vocais, a fim de fazer os sons da fala como. Esforço óbvio, Tal sugere motivação para contato.”

Uma baleia ou golfinho em cativeiro marinha não entram em contato com os cuidadores diretamente quando na superfície. Esses guardas vão gritar comandos ou chamar seus nomes.

A água é um bom meio para o som;  por isso, mesmo abaixo da superfície, uma baleia ou golfinho pode ouvir cuidadores falando sobre a superfície ou observadores falando enquanto observam através de um vidro de aquário.

Motivação para o contato, hein?

As baleias e os golfinhos são cetáceos, muito sociais, mamíferos marinhos que ficam juntos em família, em viagens durante longos períodos de tempo. Eles são predadores, mas a maioria se alimenta de peixes muito menores.

Apenas a orca ou baleia assassina, apelidado de o lobo do mar, é temido por todos os outros seres marinhos, baleias ainda maiores. Ao contrário das orcas, as baleias brancas beluga não são tão agressivos ou tão grandes.

Todos os cetáceos são nadadores incríveis capazes de viajar longas distâncias, até 100 quilômetros em menos tempo com velocidades de até 50 quilômetros por hora e rapidamente mergulham várias centenas de metros de profundidade.

Seu habitat natural e seu comportamento lhes permitem fazer o que eles estão fisiologicamente preparados para fazer, em viagens entre outros com quem têm familiaridade desde longo tempo. Aquaristas ao descartarem essas características como sem importância em cativeiro, é porque eles são alimentados e não precisa caçar em viagens como fazem na natureza.

Mas duas características observadas entre muitos cetáceos em cativeiro, incluindo orcas, desafiam essas reivindicações. Uma delas é a barbatana dorsal caída, aparente nos animais de aquário. Muitos deles apresentam uma barbatana dorsal que inclina para um lado ou do outro, quase como um cão arrastando sua cauda. Este pode muito bem ser um sinal análogo ao de depressão.

A depressão e a falta de mobilidade também se manifestam no tempo de vida desses animais, muito mais curtos. Por exemplo, uma baleia beluga na natureza pode viver por 60 anos, mas em cativeiro eles raramente sobrevivem por mais de 20 anos. NOC morreu em cativeiro com a idade de 30. Talvez ele estava tentando dizer “me deixem sair”, quando o mergulhador ouvido “é pra sair”.

Anúncios

Web Bot prevê potencial tentativa de eclosão da “guerra das guerras”

Posted in Guerra de Informação, Nova Ordem Mundial, Política, Traduções with tags , , , , , , , , , , on 7 de fevereiro de 2012 by hiperdimensao

O Web Bot Project prevê que março de 2012 será o ponto em que a história humana será relembrada como o início do fim. É um ponto de grande potencial. Tanto para o bem, quanto para o mal.

Segue a tradução de carta (que pode ter conteúdo ofensivo para algumas pessoas) escrita no dia 6 de fevereiro de 2012 por Clif High:

“Seus últimos 26 dias de vida…

No dia 2 de março de 2012, os sionistas (agentes da cia e da mossad israelita), que são os patetas dos banqueiros centrais, irão atacar um navio americano (assim como eles fizeram com o USS Liberty).

Eles tentarão afundar este navio com uma grande perda de marinheiros americanos.

Eles irão se fingir de iranianos para fazer você ficar louco com o Irã.

Eles pretendem provocar a oficialeza americana, russa e chinesa para que nos matem a todos.

Muitos da oficialeza (maçons, iluminatis, agentes de roma (opus dei e outros), sionistas) estão de acordo com esse ataque de bandeira falsa e pretendem fomentar esperanças de GUERRA para acabar com a sua vida e a vida de mais de UM BILHÃO de outros seres humanos (seus parentes aqui neste planeta).

Muitos dos seres humanos  neste planeta têm sido feitos de louco pelos rothchilds/rockefellers e todos os padres/potentados e outros filhos-de-uma-puta que se põe acima de todos nós com mentiras, trapaças e assassinato.

Eles ainda por cima planejam uma grande e foda guerra para matar o máximo de nós que puderem.

Se eles tiverem sucesso, a guerra estará criada;

nenhum imposto jamais pagarei para ninguém.

nenhuma das suas leis irei obedecer.

Se eu sobreviver à fumacenta e nuclear terra devastada que se tornará a costa oeste dos EUA e a maioria da Terra, e ainda por cima existir algum dos ex-banqueiros e seus mestres vivos, eu juro pelo restante da minha vida levá-los à justiça. E eu sei o que isso quer dizer, mesmo que esses psicopatas pedófilos retardados não o saibam.

Minha mensagem para eles…toda a oficialeza é simples…vocês conhecem o medo. Vocês vivem através do medo dos outros. Agora é a vez de vocês.

Temam a todos nós.

Agora nós conhecemos vocês.

Seus nomes estão gravados.

Suas vidas estão em nossas mãos.

Matar bilhões de nós somente irá convencer ao resto de nós de que não temos mais nada a perder.

Vocês nos ensinaram a temer vocês.

Agora o medo já foi embora e o que restou é o ódio.

Agora quem tem medo são vocês.

Ou então iremos atrás de vocês.

clif high”

Fica a mensagem para a posteridade. Como nos dizem nossos grandes heróis “anônimos”: NÓS SOMOS O 99%

Paz e sabedoria para todos nós.

O que será que a NASA sabe? [A missão Kepler, Osíris, e as pirâmides de Giza]

Posted in Arqueologia, Astronomia, Ciência, Disclosure, Política, Traduções with tags , , , , , , , , , , , , , , on 5 de junho de 2011 by hiperdimensao

– tradução do texto original por Hiperdimensão

Collin Andrew fez uma descoberta um tanto surpreendente em 2008. Foi surpreendente tanto para os egiptólogos ortodoxos quanto para a comunidade alternativa. O que ele descobriu? Que uma antiga e estimada crença pertencente aos dois grupos etava muito errada.

Há muito tempo ambos egiptólogos e pensadores alternativas acreditam que o posicionamento do Platô de Giza corresponde às três grandes estrelas do Cinturão de Orion [ou, popularmente, as Três Marias]. Documentários com essa afirmativa foram produzidos, livros foram escritos sobre o assunto e até Ph.D.s foram ganhos baseados neste fato. Opa! Na verdade não era, de fato, um fato.

O posicionamento das três pirâmides no Platô de Giza realmente se parece com o Cinturão de Orion, mas Collin Andrews descobriu que eles não se encaixam exatamente. Na verdade, quando um mapa celeste de Orion é sobreposto a uma foto aérea das três pirâmides, uma preocupante discrepância fica evidente. Duas das estrelas repousam diretamente sobre o topo de duas das pirâmides, mas a terceira estrela fica de fora. Ela não repousa sobre a pirâmide de forma alguma.

Com a tremenda precisão (inigualada pela maioria das contruções modernas) que essas pirâmides foram contruídas no Platô, pareceu ao Sr. Andrews ser inconcebível que os construtores pudessem ter errado no correta localização da terceira pirâmide. Então, ele se perguntou se havia alguma outra constelação que igualava o posicionamento das pirâmides com precisão. Ele não teve que procurar muito. Ele descobriu que a constelação de Cygnus se igualava perfeitamente com o Platô de Giza.

diferença entre a sobreposição das duas constelações e as pirâmides

Repare a diferença entre a sobreposição das duas constelações e as pirâmides

Na foto acima, as estrelas de Orion são mostradas pelos círculos verdes. As estrelas de Cygnus são mostradas pelos círculos vermelhos. Você pode ver claramente que o padrão de Orion não se encaixa precisamente com as pirâmides, enquanto que o padrão de Cygnus se encaixa.

Além disso, Andrews notou que em cada lugar onde existe uma estrela de Cygnus no esquema, havia algum tipo de grande estrutura. Isto é, exceto pela estrela Deneb. Onde Deneb bate no esquema do Platô de Giza não havia nada. Nem pirâmide, nem templo, nem construção de tipo algum. Então, ele pensou que deveria haver algo grande que estava enterrado.

Em 2010, o Dr. Zahi Hawass, Ministro de Antiguidades do Egito, anunciou que descobriu o túmulo de Osíris. Osíris foi um grande deus do antigo Egito até a época em que o cristianismo começou a tomar o Egito. Ele era o deus do subterrâneo e o deus da ressurreição e nova vida.

Isso sempre foi um ponto a ser debatido entre acadêmicos, os temas sobre mitologia. Alguns assumem que a mitologia era ficção. Outros assumem que há um núcleo de verdade nas mitologias. [N.T. – Realmente, fortes evidências apontam para a realidade, ainda que incríveis, de que alguns mitos representam literalmente a história passada.] Em outras palavras, alguns acadêmicos irão se agarrar ao fato de que, apesar de muita ficção sobre Osíris, provavelmente uma pessoa chamada Osíris realmente existiu. Será?

Hawass descobriu o túmulo de Osíris, encontrando um sarcófago de cerca de 3 metros de comprimento. Interessantemente, há fotos que mostram os trabalhadores levantando o sarcófago de um nível mais baixo onde ele se encontrava até um nível mais alto onde os trabalhadores estavam. Existem fotos que os mostram se preparando para levantar a tampa do sarcófago. Mas, aparentemente, nenhuma foto que mostra o interior do sarcófago depois que sua tampa foi removida foi publicada. Há uma foto que mostra o interior do sarcófago mais tarde, mas não no momento logo após a retirada da tampa. Por quê?

O Dr. Hawass disse depois que o sarcófago estava vazio quando a tampa saiu. Mas será que estava? Isso não é uma tentativa de implicar que Hawass estivesse mentindo, mas é algo muito estranho existirem fotos de todo o processo de manuseio do sarcófago, inclusive das tentativas de retirada da tampa, mas nenhuma foto do que havia dentro depois que a tampa foi retirada.

Isso, é claro, deixa aberta a possibilidade de que a múmia de Osíris (a primeira múmia de que se tem notícia) estava lá dentro. Desde que os antigos que primeiro escreveram sobre Osíris afirmaram que ele teve um nascimento divino e não era deste planeta, a possibilidade de que a múmia de Osíris possa provar ser a de um ser extraterrestre ainda está em aberto. É claro, isso não seria algo para ser alardeado. Então, de acordo com esta teoria, o público não pode ver as fotos de dentro do sarcófago no instante da remoção da tampa, e esta história de sarcófago vazio foi então contada.

Isso seria apenas teorização fantástica se não existissem algumas evidências de suporte. Então, há? Talvez. A evidência é muito circunstancial, mas também muito sugestiva.

Em 7 de março de 2009, a NASA lançou o telescópio espacial Kepler em uma órbita logo atrás da Terra. Ele segue a Terra em sua órbita ao redor do Sol. O custo de sua missão de 3-5 anos é estimado em 600 milhões de dólares. Sua missão é a de procurar por planetas parecidos com a Terra e identificar os que parecem habitáveis.

Já que sua missão é a de procurar por outras Terras, você assumiria a necessidade de olhar por todo o espaço, pois quanto maior a área celeste que você cobre, mais chances de sucesso terá – certo? Bem, isso parece ser a idéia mais acertada – a não ser que você já soubesse onde se encontra uma porção desses planetas. Se você já soubesse de um lugar onde provavelmente teria sucesso de encontrar algum planeta desses, você iria mirar e deixar o telescópio apontado para lá.

Adivinhe só? Isso é exatamente o que os controladores da missão Kepler fizeram. Eles miraram o telescópio, como se fosse um laser, para a constelação de Cygnus! Por quê?

A explicação oficial é a de que ao mirar Cygnus, eles não precisam se preocupar com o Sol obscurecendo o telescópio com sua luz. Mas o Kepler é direcionável e pode ser reposicionado para evitar esse tipo de problema com o Sol. Então, ele realmente poderia ser usado para procurar por todo o espaço por outras Terras. Mas não foi. Ele focou bem em cima de Cygnus, e só em cima de Cygnus.

A missão Kepler acertou em cheio!

Constellation CYGNUS

Constelação de Cygnus

Nos primeiros 6 meses da operação, o Kepler encontrou uma adicional de 1.235 planetas extra-solares. Nós já conhecíamos alguns 500 desses planetas, mas o Kepler acrescentou mais 1.235 à lista. Desse número, 408 estão em sistemas solares como o nosso, com múltiplos planetas. Na verdade, o Kepler localizou 170 desses sistemas solares em Cygnus. Daqueles 408 planetas, Kepler descobriu que uns 50 são habitáveis!

Oficialmente, essas descobertas são chamadas de planetas candidatos. Esse termo é usado pelos negadores para diminuir a importância dessas descobertas. Planetas candidatos significam que são descobertas reais, mas precisam da verificação de outros cientistas. Mas não deixam de ser descobertas reais. Então, o descobrimento de 50 planetas habitáveis aconteceu. Os dados ainda serão revisados por outros cientistas para devida verificação, mas as descobertas aconteceram.

Os antigos Egípcios escreveram sobre seus antecessores e diziam que esses eram canibais, bárbaros, não-civilizados, não-estudados. Eles eram governados por um deus chamado Ra, ná época. Ra construiu poderosas estruturas, mas não fez nada para melhorar esses selvagens. Quando Ra ficou velho, ele deixou a Terra e retornou aos céus. Osíris (cujos pais não eram humanos) ascendeu ao trono. Osíris, o deus de pele verde, era grandemente encomodado pela completa falta de civilização e aprendizado desses humanos, e iniciou o estabelecimento de uma civilização.

Osíris ensinou às pessoas o que comer (e o que não comer), ensinou a elas a agricultura, a escrita, como adorar aos deuses e estabeleceu as leis. Em um tempo relativamente curto, ele estabeleceu a primeira civilização Egípcia e o povo prosperou.

Agora: se Osíris tinha origem entre esses selvagens, alguém deve se perguntar como ele era a única pessoa entre esses selvagens canibais a possuir tais conhecimentos. Mas lembre-se de que os antigos Egípcios que contavam sobre Osíris o colocavam em um grupo diferente dos humanos. Eles o reconheciam como um ser outro, não humano.

É no mínimo interessante que o túmulo de Osíris estava localizado diretamente sob a estrela Deneb (da constelação de Cygnus). É interessante porque é uma grande indicação de que o fato do Platô de Giza e a constelação de Cygnus terem a mesma configuração não é um acidente. Além, a configuração das pirâmides marcam precisamente o lugar onde o túmulo de Osíris estava enterrado.

E se os antigos Egípcios estavam corretos sobre o que escreveram sobre a origem de Osíris? E se ele não fosse daqui, mas dos céus? E se a NASA soubesse já a algum tempo que o Platô de Giza tinha sua configuração igual à Cygnus e não Orion? E se a NASA já algum tempo já soubesse que as histórias sobre Osíris eram reais?

Isso indicaria que a NASA presumiu que já que Osíris não era da Terra, mas viveu na Terra, ele deve ter vindo de um planeta parecido com o nosso. Isso também indicaria que já que houve um Osíris de lá, então outros também poderiam ter suas origens no espaço (sua esposa Isis, Thoth, Set). Mas que lugar é esse? A resposta a essa questão estava marcada no Platô de Giza na forma de um mapa espacial de sua terra natal, Cygnus.

De fato, isso é somente uma teoria, mas uma bem cabível. Por que a NASA apontou o telescópio Kepler exatamente para Cygnus, planejando deixá-lo apontado para lá nos próximos anos? O que os levaram a decidir isso? A história que contaram sobre evitar interferência solar não faz sentido quando sabe-se que o Kepler pode ser reposicionado a qualquer momento desejado. A missão Kepler visava Cygnus muito antes de ter sido iniciada. Por quê? O Platô de Giza parece nos providenciar uma interessante e possível resposta.

O que será que a NASA sabe?

Experiências-de-quase-morte – A conexão extraterrestre

Posted in Ciência, Física, Filosofia, Medicina, Traduções with tags , , , , , , , , , , , , , on 18 de maio de 2011 by hiperdimensao

– Texto original aqui.

– Tradução por Hiperdimensão.

O que acontece depois que a gente morre? Se nos focarmos nos aspectos científicos das paradas cardíacas que levam à morte, o que descobrimos? Cientistas tem se focado há décadas para encontrar respostas para essas perguntas. O que eles tem descoberto é surpreendente.

A moderna ciência da ressucitação já faz 50 anos agora. É a ciência de reviver um corpo após a sua morte. Se consiste basicamente em reiniciar os batimentos cardíacos após uma parada. Hoje em dia, 10-20% dos corações que param são restituídos à vida com sucesso. Isso tem dado aos cientistas médicos oportunidades para explorar as experiências de quase morte (EQM).

Os cientistas descobrem que aproximadamente 20% desses indivíduos se lembram de suas EQMs. Por que o restante, os 80% das pessoas ressucitadas, não se lembram da EQM?

Todos aqueles que se lembram de sua EQM descrevem, mais ou menos, as mesmas similares experiências. Em termos de uma medicina estritamente científica, já está realmente provado o fato de que a mente/consciência de fato continua por pelo menos uma hora além da parada cardíaca ou morte objetiva, quando o cérebro tem seu fluxo sanguíneo interrompido.

Aqueles que experimentam uma EQM descrevem uma luz branca. Eles veem seus parentes, especificamente seus pais e outros parentes próximos. Eles veem tuneis e uma rápida reflexão de sua vida e do impacto de suas ações nessa mesma. Sobretudo, essas experiências são agradáveis e as pessoas que retornam da EQM não tem mais o medo da morte e se tornam menos materialistas para o resto de suas vidas.

Atualmente, os cientistas tem explicado todos esses fenômenos em termos de ciências como a física e a medicina. Interessantemente a física plasmática contemporânea descreve a luz branca nas EQMs como um ponteiro de fluxo eletromagnético em uma dimensão mais alta da hiperespaço. Simplesmente colocado, ela é a projeção de nossa própria energia de ponto zero que continua a viver mesmo quando nós estamos na Terra realizando nossa curta jornada da vida. O enlace que esse pessoal faz da vida à morte é o movimento através de um buraco negro em direção ao hiperespaço. O tunel é o tunel de singularidade que vai até o hiperespaço e que nos leva à continuidade da nossa vida em uma civilização hiperespacial à qual pertencemos.

O Dr. Sam Parnia do Centro Médico Weill Cornell, um proeminente pesquisador em EQM, descobriu algo surpreendente. Um garoto de 3 anos de idade teve uma parada cardíaca e experimentou uma EQM. Ele foi trazido de volta à vida, graças aos recentes milagres da ciência médica. Depois do episódio, ele começou a fazer desenhos em que uma luz branca se conectava a ele através de uma cordão. Isso é muito significativo e mostra que nós estamos realmente conectados a essa luz branca (nosso verdadeiro Eu) o tempo todo. Na morte nós apenas nos unimos a esse fluxo de energia. Os parentes que vem nos receber na EQM são guias desse universo paralelo no hiperespaço de onde nós de fato pertencemos. Nossa família, pessoas que nós conhecemos, são todas reais no hiperespaço e continuam a existir eternamente [N. T. – Note aqui o sentido da palavra eternamente. Diferentemente do termo ‘para sempre’, o termo “eterno” tem originalmente um significado atemporal, onde não há sentido nossas representações dimensionais de uma linearidade do tempo com passado, presente e futuro. O termo ‘eterno’, por motivo de má interpretação, acabou se generalizando e se difundindo no linguajar popular como se fosse equivalente ao termo ‘para sempre’. Na verdade, o termo correto que substitui ‘para sempre’ é o termo ‘sempiternamente’, ou seja, aquilo que nunca tem fim, o tempo que se estende ao futuro indefinidamente. Veja o que nos diz Louis Pauwels e Jacques Bergier sobre isso: “Para fazer compreender aos alunos do primeiro ano o que poderia ser o conceito de eternidade, o padre jesuíta de um célebre colégio servia-se da seguinte imagem: ‘Imaginai que a Terra seja de bronze e que uma andorinha, de mil em mil anos, a roce com a sua asa. Quando desta forma a Terra tiver desaparecido, só então começará a eternidade…’ Mas a eternidade não é apenas a infinita extensão do tempo. É diferente da duração. É preciso desconfiarmos das imagens. Servem para transportar a um nível de consciência mais baixo a idéia que não poderia respirar senão noutra altitude e entregam um cadáver no rés-do-chão. As únicas imagens capazes de transportar uma idéia superior são aquelas que criam um estado de surpresa na consciência, de expatriação, próprias para elevar essa consciência até o nível onde vive a idéia em questão, onde é possível captá-la na sua frescura e na sua fôrça. Os ritos mágicos e a verdadeira poesia não tem outra finalidade. Eis por que não procuraremos dar uma ‘imagem’ desse conceito do ponto para além do infinito.”].

O ponto de energia zero se centra na consciência, contínua no hiperespaço, comunicante conosco através desse túnel de singularidade. O vácuo quântico hiperespacial provê a agradável experiência ao permitir que o nível quântico da energia de ponto zero dê um salto a um nível superior.

Os físicos estão intrigados por causa das recentes interpretações matemáticas de uma singularidade em forma de buraco negro. É uma projeção a nível quântico de uma transformação energética de um nível para outro. Essa transformação necessita de uma completa transposição das dimensões tridimensionais espaciais do nosso universo para dimensões mais altas do hiperespaço. Isso exige uma dissociação sistemática da energia quântica num fluxo retrógrado de espaço e tempo. Isso explica o ‘playback’ de vida na EQM.

Como já mencionado, somente 20% dos indivíduos se lembram da EQM. E os outros 80% que são ressucitados?

Médicos pesquisadores acreditam que isso seja devido à uma conexão cerebral tal que as pessoas que se lembram de uma EQM são aquelas que tem todo o fornecimento sanguíneo para o cerébro cortado. De acordo com os pesquisadores, aqueles que se lembram da experiência se comunicam melhor com seus próprios aspectos hiperdimensionais [N. T. – Também chamado de Eu-Superior/Higher-Self]. O fato é que enquanto vivemos neste planeta, nosso Eu-Superior (nosso verdadeiro Eu [N. T. – ou Self][N. T. – No original está escrito ‘shadow projection‘, o que seria uma interpretação bastante errônea e distorcida pelo uso incorreto de dois termos inapropriados. Shadow, ou sombra, normalmente se referem à concepção de Jung de uma instância da personalidade, inconsciente e reprimida, frequentemente repudiada pela pessoa, que tende comumente a projetar essa sombra sobre o outro. É o famoso dito ‘vemos nos outros o que não conseguimos ver em nós mesmos’. Já o termo ‘projection’, ou projeção, se referindo ao verdadeiro aspecto de nós mesmos, o nosso Eu-Superior é totalmente contraditório, pois se esse Eu-Superior é a fonte real da nossa existência, somos nós então, na tridimensionalidade, uma projeção desse verdadeiro Eu, assim como um cubo tridimensional projeta uma figura bidimensional sobre uma superfície, sendo o cubo hiperdimensional em relação à sua projeção]  continua sua jornada em uma civilização extraterrestre baseada no hiperespaço. Esse é o motivo pelo qual alguns de nós se lembram melhor dos sonhos do que outros. A comunicação com nosso Eu-Superior [N. T. – no original, shadow projection] em dimensões mais altas também explica o fenômeno do poder da vontade, da intuição, das experiências-fora-do-corpo, do poder de cura etc.

O paranormal na verdade é o normal se você decide olhar além dos aparentes obstáculos e limitações de nossa ciência ainda em evolução.

Televisão nacional chinesa reporta que o governo de Obama está impedindo a revelação sobre OVNIs/ETs

Posted in Ciência, Disclosure, Guerra de Informação, Política, Traduções, Ufologia with tags , , , , , , , , , , on 14 de março de 2011 by hiperdimensao

-tradução do texto original em Examiner.com por Hiperdimensão

Os noticiários da televisão nacional chinesa Xinhua estão reportando um impedimento da revelação sobre extraterrestres pela administração de Obama.

A notícia sem precedentes da TV nacional da China que mostrou em seu boletim que o presidente dos EUA Barack Obama pode estar se preparando para revelar as relações dos EUA com raças específicas de extraterrestres foi transmitida no canal oficial Xinhua no dia 4 de janeiro de 2011 na véspera da visita do presidente da China Hu Jintao aos EUA.

Veja a televisão nacional chinesa reportar o impedimento da revelação sobre ETs pela administração Obama

Os leitores podem ver a notícia transmitida pela TV chinesa clicando aqui.

O artigo original do noticiário Xinhua pode ser acessado aqui.

Corrida para revelação extraterrestre?

A transmissão da TV chinesa Xinhua dizendo que o presidente Barack Obama pode estar preparando uma revelação oficial da presença extraterrestre pode, por uma perspectiva, estar sendo alimentada por um “corrida para revelação extraterrestre” agora sendo desenvolvida entre a China, os EUA e outras potências espaciais para decidir quem será a primeira nação a usar a autoridade de suas cabeças de estado e arquivos Ets para autoritariamente declarar que há uma presença extraterrestre na Terra.

A primeira nação a autoritariamente anunciar a presença Extraterrestre se colocará em posição de ganhar prestígio mundial e confiança diante dos olhos da população cada vez mais sofisticada no assunto extraterrestre, as 6,89 bilhões de pessoas que hoje populam a Terra.

Um jornalista, Michael Cohen, diz que “Transmissões de notícia em horário nobre anunciando a vinda de uma admissão pelos EUA sobre OVNIs…. foi enviada aos lares de milhões de intrigados cidadãos chineses.

“Comentaristas e analistas agora acreditam que uma nova guerra fria sobre o assunto alienígena e segredos de OVNIs está acontecendo entre as duas superpotências.

“A decisão histórica de transmitir estas notícias é vista como decorrência de um medo de que os EUA possam roubar a glória chinesa em admitir a presença alienígena na Terra antes que Pequim o faça.

“Na verdade, nenhum dos lados quer admitir ao público que estão em contato com alienígenas, no entando, ao mesmo tempo, eles não querem que o outro lado o faça primeiro. Em outras palavras, se há uma admissão sobre OVNIs, ambas nações querem que isso seja seu momento de glória.

“As recentes trasmissões dessas notícias são provavelmente uma maneira encontrada pelos elementos progressistas internos do partido comunista de cutucar o notoriamente cauteloso presidente Hu Jintao, trazendo à sua atenção a possibilidade de que os EUA possam roubar seu momento e passar a história a limpo.

“Numa era em que ambas superpotências possuem um enorme arsenal nuclear, é essencial que a corrida para a revelação ufológica não esquente até um conflito armado, senão os observadores alienígenas serão forçados a intervir.”

Uma visão oposta por um observador do assunto extraterrestre chines

Um chinês que é veternano na exopolítica tem uma visão oposta.

Ele escreve, “Os processos políticos associados com a Segurança Nacional Chinesa, incluindo elementos formadores de massas políticas interpretam os OVNIs como um perigo para a estabilidade da sociedade chinesa.

“Os chineses só dizem ‘coma arroz’! Lembre-se disso enquanto você estiver observando política chinesa. Eles comem arroz, mas não cospem nada enquanto falam. Essas pessoas são estrategistas e os melhores jogadores de poker do planeta. Eles não irão revelar nada.

“O video em mandarim é do presidente HU falando sobre páginas da internet nos EUA que colocam artigos sensacionalistas de OVNIs, ETs e sobre a revelação. Ele fala sobre os EUA fazerem alguns bons filmes como ‘Contato’, mas alguns bem exagerados e sem base como o ‘2012’.

“Todos na China sabem que essa história sobre a revelação China/Obama é só um rumor; mas ao mesmo tempo todos sabem que a China está sendo sobrevoada por OVNIs, os quais forçaram o fechamento de 2 aeroportos e fizeram impressionantes amostras de voo de tempos em tempos, particularmente notadas por acadêmicos astrônomos chineses.

“A minha visão é esquecer esse assunto no momento, pois a maioria das pessoas aqui sabem que o processo de revelação é orgânico, sob timing extraterrestre e metodologias; um processo que vai se intensificando ao longo de ressonâncias básicas na Terra. Um processo de condicionamento cósmico para as massas pelos ETs, sem a necessidade de uma data de revelação por um político terreno. A China vê os americanos como um povo sofrido, encurralados pelo desastre financeiro e sob controle extremo de um governo das sombras. Eles amam as pessoas americanas, mas desprezam esse governo oculto.

A ciência chinesa e a presença extreterrestre

Em 2010 houveram grandes sobrevôos de ÓVNIS sobre os aeroportos Chineses, obrigando-os a fecharem. Se todos esses são de origem extreterrestre, permanece a dúvida.

A presença extraterrestre parece ser uma questão muito mais aberta e discutida entre os círculos científicos chineses do que ela é para a ciência ocidental.

Um eminente expert em extreterrestres chinês diz, “o sempre citado professor de física da Universidade de Yunnan e Diretor da Associação Kunming de Pesquisa de ÓVNIS – Zhang Yifang – recente disse que os alienígenas estão bem vivos e vivendo em Yunnan, Heilongjiang e Xinjiang. ‘O terreno complicado desses lugares faz com que a observação de nós, seres humanos terrestres, seja perfeita’, ele diz. ‘Mas eu acredito que eles sejam legais e não tenham intenção de nos atacar. Talvez eles sejam camufláveis e troquem de forma para se parecerem com seres humanos como nós ou fabriquem robôs parecidos como um de nós para nos observar’.”

“’OVNIs não são só rumores ou falsa ciência como algumas pessoas acham’, disse à That’s Shanghai. ‘É um fato de que toda a humanidade deveria encarar. Ela precisa de nossa atenção e estudo. Apesar de que a maioria dos cientistas de linha ortodoxa tenha uma atitude negativa em relação aos OVNIs nesse momento, existem ainda aqueles que reconhecem a sua existência. Desde o fim da década de 1970, casos de OVNIs com testemunhas começaram a aparecer freqüentemente e mais e mais cientistas estão começando a estudá-los também. Por exemplo, Pan Junye, um acadêmico da Academia de Engenharia da China; Zhu Jin do Observatório de Beijing e Wang Sichao do Observatório de Nanjing’.

“Como se isso não fosse assustador o suficiente, cientistas no Observatório da Montanha Roxa em Nanjing dizem que durante o eclipse do verão passado eles filmaram por 40 minutos um objeto voador não identificado perto do Sol. Como diz o diretor do observatório Ji Haisheng, irá demorar alguns meses de análise do vídeo até que o time possa chegar a alguma conclusão, mas é só esperar!

“Lou Jinhong, diretor do Centro de Pesquisa OVNI de Shanghai é o expert número um no assunto na cidade. Ele serviu na Escola de Aviação PLA No.9 nos anos 1970, estudando aviação e depois foi trabalhar no Instituto de Pesquisa Aeronáutica de Shanghai. Para encurtar a história, ele sabe classificar um objeto voador.

“Lou reconhece que 95 por cento dos avistamentos de ÓVNIs reportados são ou falsos ou mal interpretados, pois as testemunhas muitas vezes confundem corpos celestes com outros mais misteriosos.

“Por outro lado, ele está convencido de que seu avistamento não foi um engano. ‘Em 26 de setembro de 1971 eu estava servindo na Escola de Aviação e minha tropa estava localizada em um pequno vale no subúrbio de Laohekou em Hubei. Depois do jantar, nós andávamos no parque para ver um filme ao ar livre. Eu ainda posso me lembrar que era um filme colorido da Corea do Norte chamado Flower Girl. O céu estava lindamente limpo, com muitas estrelas. Eu olhei para cima por acaso e de repente eu vi um objeto em forma de espiral voando lentamente pelo céu. Ele era duas vezes maior do que a Lua cheia e sua velocidade era parecida com a de um avião. Mas ninguém nunca tinha visto algo assim ainda. Na época, ninguém também tinha idéia de como um OVNI poderia ser, mas nós logo eliminamos a possibilidade de que fosse um objeto feito pelo homem. Desde então, uma grande questão está estampada em minha cabeça’.

“Lou argumenta que é simplesmente racional assumir que a Terra não é o único planeta especial. As condições necessárias para o desenvolvimento de vida não são tão extremas. Portanto, não devemos ser os únicos filhos do universo, ele diz.

“Se eu tivesse a chance de conhecer alienígenas, especialmente humanóides com inteligência, eu os trataria como meus amigos e minha família, daria boas vindas a eles com entusiasmo e atenção e conversaria com eles para que pudéssemos aprender um com o outro. Acredito que se eles podem viajar para nosso planeta, significa que sua política, economia, tecnologia e cultura podem ser mais avançadas que a nossa. Então através da comunicação, seria um imensurável impacto no desenvolvimento de nós seres humanos’”.

Em 1 de janeiro de 2011, reportagem de Alfred Lambremont Webre

Neste dia, este repórter escreveu que há especulações de que Barack Obama tenha um mandato (ou um legado herdado) de ser o presidente que irá revelar o assunto Extraterrestre e isto está alimentando novos rumores de que isso irá acontecer em 2011.

Uma fonte de notícias declara:

All News Web tem recebido informações das fontes internas governamentais que são próximas ao presidente dos EUA de que Barack Obama já deu o pontapé inicial para fazer uma importante anunciação sobre as visitas de OVNIs e contato americano com alienígenas.

“A DARPA alegadamente deu sinal verde para este movimento. Os comentários pelo presidente serão feitos no próximo mês.

“Nossas fontes dizem que isso não será logo uma admissão das visitas e dos contatos alienígenas, mas os comentários serão próximos a uma admissão mais do que qualquer outro presidente jamais o fez e isso se dará em um contexto completamente diferente em um discurso.

“Do que nós entendemos, o presidente irá ceder dizendo que há algumas evidências que sugerem que alienígenas tem estado tentando contactar os terráqueos.

“Tudo isso é dito ser parte de um programa de aquecimento que abre caminho para uma eventual admissão do conhecimento dos OVNIs e visitas alienígenas por parte dos grandes governos mundiais dentro dos próximos três anos”.

Há múltiplas razões para o porquê de que seja 2011 (ou 2012 ou mais) o ano em que os EUA finalmente confessem o relacionamento de mais de 60 anos com muitas espécies de civilizações inteligentes no multiverso.

Razão #1 – Os EUA irão revelar porque os ETs estão forçando o acontecimento

Como repórter, estou investigando a existência de informação acerca do dito conselho de civilizações alienígenas como uma ‘hipótese a ser trabalhada’ baseada em evidências apresentadas inicialmente por nosso falecido Stanley A. Fulham, e agora também por outros aparentes canais de comunicação desse mesmo conselho governamental galáctico regional.

Aqui está o recente artigo e vídeo entrevista que completei sobre as reportadas comunicações entre esse conselho e o ex-agente de inteligência espanhola da OTAN, que também é um contactado do conselho em adição ao Sr. Fulham.

Na entrevista, o ex-agente de inteligência diz que ele foi contactado interdimensionalmente em 9 de novembro de 2010 por uma fonte que afirma representar o conselho e que ela sumarizou muito do que Stanley Fulham já disse serem os planos desse conselho reportados no livro Challenges of Change.

A fonte então afirmou de que haveria avistamentos de OVNIs sobre Nova York em 24 de novembro de 2010 como uma confirmação que validaria essa informação. O agente gravou essa previsão publicamente antes do dia 24 de novembro de 2010.

Como pode ser visto nos artigos anteriores, houveram de fato avistamentos em grande escala de OVNIs em Nova York no dia 24 de novembro de 2010 e que foram gravados.

[NT: Há um artigo recente sobre isso.]

Desde que Stanley A. Fulham teve seu câncer de pâncreas acelerado em novembro de 2010, parece que essa fonte interdimensional que diz representar um governo galáctico está encontrando novos indivíduos e lhes passando novas informações e predições, confirmadas por avistamentos.

A essência das mensagens desse conselho são de que em janeiro de 2010 (data terrestre) os membros desse conselho se reuniram e decidiram deixar de lado a lei de não-intervenção, pois determinaram que a ecologia da Terra estaria à beira de um colapso além da capacidade da tecnologia humana em conter o colapso e a extinção da espécie.

Ainda, o conselho indicou a decisão de interferência com tecnologia avançada (provavelmente pleidiana) ao redor de 2015 (se não antes) e limpar a atmosfera da Terra. O conselho também procura fazer um discurso mundial explicando o plano ecológico em 2014 (se não antes). Ambos Sr. Fulham e o oficial da OTAN mencionaram que as fontes interdimensionais indicaram mudanças sociais, financeiras, governamentais etc em grande escala acontecendo no planeta entre 2011 e 2014.

A partir das evidências disponíveis, parece que esse conselho galáctico tem a habilidade de identificar e criar fontes confiáveis para futuras informações e atualizações (se esse cenário for realmente verdadeiro e autêntico).

Eu acrescentaria que o livro do Sr. Fulham é um produto de 10 anos de pesquisa e interação com essa fonte e contém o projeto do plano do conselho para 2010-2015.

Na última comunicação antes de sua morte, no dia 6 de dezembro de 2010 Stanley A. Fulham foi enfático em dizer que a quebra do silencio conspiratório pelos EUA e pela Rússia sobre a presença extraterrestre foi o maior objetivo desse conselho governamental galáctico.

O Sr. Fulham escreveu que “O ‘processo de intervenção’ extraterrestre terá um grande impacto no governo americano e russo. Isso servirá de catalisador para a quebra da ‘conspiração do silêncio’”.

O agente espanhol de inteligência da OTAN também afirmou que disseram para ele que o conselho está enviando comunicados para o governo americano em dezembro de 2010 apressando-o a se unir a eles nessa intervenção extreterrestre e nesse processo de limpeza ecológica.

Parece razoável concluir que ‘os EUA irão revelar antes que os ETs os forcem a fazê-lo’.

Razão #2 – A consciência humana terá avançado o suficiente em 2011-12 para poder ‘lidar com a Verdade’

Cientistas como o Dr. Carl Johan Calleman afirma que  em março de 2011 a singularidade – ou portal interdimensional – no centro do nosso universo [NT: Acredito que ‘o autor errou aqui. O que ele quis dizer, na verdade, foi ‘centro da nossa galáxia’, já que é lá que reside a singularidade] irá iniciar uma emanação de ondas energia do tipo consciência de iluminação e unidade.

Essas ondas de energia de consciência de iluminação e unidade são enviadas através de todo o universo através do portal interdimensional no centro de nossa galáxia (o buraco-negro galáctico).

Em 2011 nossas mentes estarão sendo irradiadas e envoltas por esse tipo de energia e nós, humanos, poderemos acessar esses simples atos de vontade e atitude, de abertura emocional e perceptual.

Pesquisas de opinião pública recentes mostram que 48% dos norte-americanos adultos já acreditam que extraterrestres estão visitando a Terra.

O Dr. Calleman escreve, “Para começar, tudo o que sabemos é que essa energia serve para trazer uma mudança da conciência de unidade onde a mente humana não mais será dominada por nenhum tipo de filtro obscurecedor. Nós, em outras palavras, nos tornaremos ‘transparentes’ e acredito que esta seja a particular consciência – ver a realidade da forma que ela é, sem a noção de separação – a qual tantos estão a espera. Não qualquer tipo de consciência, mas aquela que transcende a dualidade do passado e ajuda os seres humanos a ver a unidade de todas as coisas.

“A razão para que este tipo de consciência possa ser benéfica para o planeta e para a humanidade, é que ela é quem leva à transcendência de toda a separação (entre o homem e a mulher, homem e natureza, dominador e dominado, leste e oeste etc). Eu sinto que sem a manifestação dessa mudança na consciência, o mundo irá mais cedo ou mais tarde chegar a um fim.

“Pessoas com consciência dualística e separatista são como células de câncer no corpo da Terra com pouca consideração em relação ao todo e eventualmente gerariam um colapso de todo o ecosistema. Somente uma mudança de consciência irá parar para sempre a exploração desmedida da Terra e um nível mais profundo irá nos fazer entender que somos parte da criação e precisamos viver em harmonia com ela. Mas será que tal mudança acontecerá automaticamente?”.

Razão #3 – As forças de dentro do governo que querem a revelação ET tem ganhado ascendência

O governo dos EUA podem escolher deixar o presidente fazer uma declaração sobre a revelação em 2011 por causa das forças que querem a revelação ET dentro do governo estarem ganhando ascenção de dentro dos trabalhos internos do ‘orçamento oculto’ e do governo constitucional.

Até agora, Barack Obama tem sido um desapontamento público no que refere à revelação Extraterrestre.

Obama falhou em revelar a presença ET em 2009, apesar das inúmeras oportunidades de fazê-lo sob firme e vocal apoio popular.

A webpage da Casa Branca e da Secretaria de Imprensa continua a bloquear quaisquer questões ou informações acerca do embargo OVNI e ET.

A razão #3 poderá requerer uma grande dose de transformação interna dentro dos responsáveis pelo orçamento oculto e pelo governo constitucional.

Como a geoengenharia e as pulverizações dos nossos céus afetam a nossa saúde

Posted in Disclosure, Geoengenharia, Guerra de Informação, HAARP, Química, Traduções with tags , , , , , , on 7 de fevereiro de 2011 by hiperdimensao

Tradução do texto original por Hiperdimensão:

Por décadas, governos e cientistas do mundo todo têm negado a existência de discretas operações que (por várias razões) usam aeronaves militares para pulverizar nossos céus com toxinas químicas. Tais operações tem sido desmentidas como teorias da conspiração, ou em muitos casos uma má interpretação dos rastros de condensação [N.T.: em inglês, contrails]. Os governos estão finalmente admitindo que a geoengenharia é uma realidade e têm declarado que apesar dos danos à nossa saúde, irão continuar essas operações indefinidamente.

Eles têm sido chamados de rastros químicos [N.T.: em inglês, chemtrails], sprays aerosóis, emissões aerosóis, nuvens cirrus, entre outros termos. O maior número de relatos vem do Canadá e dos Estados Unidos. Mas isso também acontece ao redor de todo o mundo, incluindo países como França, Alemanha, Nova Zelândia, Austrália, Inglaterra, entre outros [N.T.: no Brasil também há relatos e essas formações podem ser vistas quase diariamente nos grandes centros urbanos]. Se você vive nesses países, apenas olhe para cima e os verá em algum momento do dia ou semana. Geralmente esses aviões deixam uma grosso punhado de rastro ou uma longa linha de rastros salpicados que cruza o céu inteiro. Eles estão ligando e desligando suas turbinas? E tão freqüentemente? E por que os “X” que tem sido observados e documentados ao redor de todo o mundo? Há milhares de fotos na internet com esses padrões.

Nota do Hiperdimensão: Vá ao YouTube e procure pelo termo “chemtrail” ou “chemtrail brasil”. Você ficará estarrecido com as imagens. Isso também acontece no Brasil. Passe a olhar o céu mais frequentemente. Conheço pessoas que passam um dia inteiro sem sequer olhar para o céu!

As leis federais em quase qualquer nação na Terra não permitem aeronaves comerciais cruzarem caminhos tão próximos e tão rapidamente. Esses jatos estão sob controle militar. E as cores prismáticas geralmente observadas como resultado da névoa do aerosol sendo iluminada pela luz solar?

Se a névoa é feita principalmente de vapor de água, monóxido de carbono e quantidades ínfimas de hidrocarbonetos, as cores prismáticas seriam essencialmente as de um arco-íris. Mas, ao invés disso, são magenta, verde, ou exibem grandes faixas de laranja e amarelo. Qualquer elemento através do qual a luz solar passa deixa uma cor de assinatura em que é totalmente única para aquele elemento. Através de um espectroscópio, um grande número de metais pesados tem sido demonstrados sempre presentes em nossa atmosfera. Todos os metais pesados, como vocês podem saber, causam sintomas de demência associados com o mal de Alzheimer. Um propósito que agora é bem documentado de acordo com pesquisadores, é o da manipulação climática. Karten Brandt, meteorologista alemão, declara que “os militares estão manipulando os mapas metereológicos”.

As falhas nos sinais de radares são o principal propósito, teoriza o Sr. Brandt na entrevista. “Eu fiquei surpreso essa nuvem artificial era tão amplamente espalhada. As imagens de radar são chocantes considerando a necessidade de toneladas de elementos dispersantes – apesar disso, os militares alegam que uma pequena quantidade de material é propagada. Os chefes militares afirmam que as substâncias não são danosas”.

Johannes Remmel, representante do Partido Verde Alemão declara que “o governo deve prover explicações para a população insuspeita”. Enquanto radares estão pegando aeronaves suspeitas, os militares alemães estão usando imagens de satélite como contramedidas a fim de esconder suas operações.

Desde que os Rastros Químicos se espalharam tanto ao redor do mundo, é fácil ter a idéia de que são apenas militares realizando operações de falha de sinais de radar como parte de uma espécie de exercício.

A linha de frente dessas operações nos Estados Unidos parece ser a marinha americana, como detalhou Dr. Len Horowitz em “Death in the Air: Globalism, Terrorism & Toxic Warfare” [N.T.: em livre tradução, “Morte no Ar: Globalismo, Terrorismo & Guerra Tóxica”]. Muitos opositores governamentais alegam despopulação global, a redução da população do mundo em dois terços, como a razão secreta por trás da pulverização através de rastros químicos. [N.T.: sobre a redução da população mundial, pesquise sobre as “Pedras Guia da Geórgia” ou “Georgia Guidestones”, um monumento americano em mármore com alguns dizeres, no mínimo, interessantes].

Rastros Químicos diferem dos ordinários rastros de condensação porque aqueles perduram no céu por horas e são freqüentemente observados sendo emitidos por aviões que voam em rotas cruzadas, levando à formação de um “X” ou padrões de grade no céu. [N.T.: no Brasil esses rastros também podem ser vistos em formatos de laços, círculos e duas semi-retas em ângulo]. Rastros Químicos também afetam diretamente o clima local, transformando um céu azul e limpo em um céu carregado.

Ano passado, a “KSLA news investigation” descobriu que uma substância que caiu na terra vinda de um rastro químico de grande altitude continha altos níveis de bário (6,8 ppm) e chumbo (8,2 ppm), assim como traços de outros químicos que incluíam arsênico, cromo, cádmio, selênio e prata. De todos esses, apenas um não é um metal, alguns são tóxicos e vários nunca ou quase nunca são encontrados na natureza. A reportagem foca o bário, que é a “marca registrada” dos rastros químicos. A KSLA descobriu que os níveis de bário em suas amostras de 6,8 ppm são “mais de seis vezes o nível de toxicidade estabelecido pela EPA [N.T.: agência de proteção ambiental americana]”.

A KSLA também perguntou a Mark Ryan, diretor do Centro do Controle de Venenos sobre os efeitos do bário no corpo humano. Ryan comentou que “exposição de curto prazo pode levar à dores de estômago e dores do peito, e exposição a longo prazo causa problemas de pressão sanguínea”. Essa agência também reportou que exposições a longo prazo de qualquer substância nociva contribui para o enfraquecimento do sistema imune, o que muitos especulam ser o propósito dos rastros químicos.

Realmente, o óxido de bário tem sido repetidamente citado como um dos contaminantes das suspeitas experiências de geoengenharia.

O bário causa asma, a qual tem alcançado proporções epidêmicas ao redor do mundo. É também um potente imunosupressor. Nas minas de bário os trabalhadores têm o que chamamos de baritose, um tipo especial de asma que, contra-intuitivamente, é pior na semana em que eles não estão trabalhando nas minas e melhora quando eles retornam ao trabalho. Você também sabia que nós temos uma estação de resfriado todo ano e que ela pode durar de 8 a 9 meses? A incidência de alergias tem aumentado tanto que os lucros das companhias farmacêuticas com medicamentos anti-alérgicos triplicaram. E só pode ser coincidência que esse aumento nos lucros reflete o aumento das operações de pulverização que começaram diligentemente em 1998.

A modificação climática pode adversamente causar impactos em agriculturas e reservatórios de água. Se o clima é modificado em um estado, região ou país, isso pode ter consquencias severas para outro estado, região ou país. E quem vai decidir o tipo de experiência de modificação e quem irá se beneficiar ou adversamente sofrer os impactos?

Modificação climática artificial pode causar impactos em todos nós através da redução dos suprimentos de água, mudando os ciclos de produção agrícolas, reduzindo a produção agrícola e a disponibilidade de água. Já que a maioria das experiências com modificação climática usam químicos despejados na atmosfera, o público pode estar sujeito a crescentes quantidades de tóxicos e substâncias desconhecidas que podem adversamente impactar plantações e florestas. O turvamento global e os rastros químicos persistentes que produzem nuvens artificiais podem ter sérios impactos na produção agrícola. Um estudo recente em plantações de milho em Illinois mostra que o encobrimento do céu com nuvens reduz a produção de milho, enquanto que a exposição direta à luz solar aumenta a produção. Adicionalmente, o aumento das nuvens criadas pelo homem podem reduzir a efetividade dos painéis solares.

Gil Smolin, um profundo conhecedor da gripe aviária, disse no Show de Ron Owens na Radio KGO (5 de janeiro de 2006) que notou que a gripe foi espalhada mais rapidamente no inverno, quando havia “falta de luz solar”. Estariam a nuvens feitas pelo homem contribuindo para essa falta de luz solar que poderia espalhar a gripe aviária mais rapidamente do outras épocas do ano? Programas experimentais de modificação do clima poderiam exacerbar este problema através da mudança dos padrões climáticos.

Em 2007, Rosalind Peterson, residente a muito tempo na Califórnia, foi convidado para dirigir a Conferência das Nações Unidas durante ambos um workshop que aconteceu em 5 de setembro e uma sessão de mesa redonda em 6 de setembro de 2007. Rosalinda foi convidado a este evendo por causa de sua pesquisa e trabalho no campo da agricultura relacionada às mudanças climáticas, aquecimento global e como as nuvens fabricadas pelo homem, assim como as experiências de modificação climática afetam a agricultura. Rosalind é co-fundadora e presidente da Coalisão de Defesa Agrária. Trechos de seu discurso incluem:

Empresas internacionais de modificação climática estão modificando nosso clima com programas que cobrem milhares de milhas quadradas. A maioria desses programas usam químicos tóxicos ou partículas que alteram o clima tanto com lançamentos do solo quanto do céu e que mudam ou modificam nosso micro-clima local.

Micro-clima

Uma das coisas com as quais eu me preocupo e que precisamos dirigir, agora e no futuro, é como esses programas estão afetando os micro-climas necessários à sobrevivência de nossas plantações e sua polinização.

Se nós mudarmos artificialmente as estações de plantio, nossos polinizadores, como as abelhas e pássaros (muitos agora em acentuado declínio nos EUA), podem não sobreviver, deixando muitas flores, plantas nativas, agriculturas e árvores sem serem polinizadas. A perda de gramíneas nativas, plantas, árvores e agriculturas pode ser devastadora, não só nos EUA, quando no mundo todo.

“Atenuação”

O coro sobre “atenuação” ouvido em todo lugar soa impressionante. Entretanto, essas medidas indefinidas podem ser prejudiciais à saúde humana, produção agrícola, solo, e fontes aquíferas. É necessário definir o significado de atenuação e colocar todas essas medidas sob foco governamental, agrícola e público. Nós não queremos nos colocar em na posição de cometer grandes erros em trocar um problema de poluição por outro ainda mais sério.

O seguinte exemplo reflete um acordo de “atenuação monetária” que permite aos poluidores comprarem a habilidade de poluirem mais: (SF Chronicle – Setembro 2007 – A Califórnia faz acordo com ConocoPhillips para que possa expandir sua refinaria na area da baía de São Francisco enquanto paga ao estada da Califórnia 10 milhões de dólares para que possa soltar um adicional de 500 mil toneladas de poluentes de sua fábrica em Rodeo, CA. Ainda, seu acordo de expansão adicionaria um milhão de toneladas a mais de dióxido de carbono de outra fábrica que atualmente solta 1,9 milhões de toneladas por ano.)

Essa expansão também aumenta a quantidade de óxidos de nitrogênio, dióxido de enxofre, fuligem e outros poluentes que serão emitidos enquanto a expansão da fábrica é completada.

Esquemas de Geoengenharia

Esquemas de Geoengenharia, muitos desenvolvidos para colocar químicos, sais ou outras partículas na nossa atmosfera para controlar o aquecimento global estão só esperando para serem implementados ou já foram implementados. O lançamento de partículas químicas, como sulfatos altamente poluentes, estão sendo discutidos pela NASA Ames (Encontros Sobre Geoengenharia, novembro 2006) e por muitos cientistas ao redor do mundo só esperando pelos financiamentos.

Estes químicos e partículas, estão sendo propostos para que a quantidade de raios solares diretos que alcançam a Terra sejam reduzidos para que o planeta possa esfriar. O que está sendo discutido, por exemplo, é que a California, em 2006, tirou o enxofre altamente poluente do combustível diesel por causa de asthma e outros problemas ambientais. Agora há propostas para colocar o enxofre de volta na atmosfera para reduzir o aquecimento global.

Onde está a discução sobre o declínio do ambiente, agricultura e saúde humana? E a opinião do público ou do congresso sobre estas propostas? O público não vê, ouve ou tenta regular propostas que protegeriam a agricultura e a saúde pública. A prática de colocar químicos em nossa atmosfera vai certamente ter um péssimo impacto nas colheitas e na saúde das árvores. E se você coloca químicos nos céus para reduzir o tanto de sol que chega à Terra, você vai reduzir a fotosíntese necessária à produção agrícola.

Para que se possa produzir colheitas e para que plantas e árvores possam crescer e florescer elas precisam da luz direta do sol. Um estudo recente da Universidade de Illinois sobre plantações mostra que o número aumentado de nuvens no céu reduz a produção agrícola, enquanto que o aumento da luz solar aumenta a produção das colheitas. A fotosíntese é o processo no qual as plantas obtêm energia para crescer e produzir.

Se nós “atenuarmos” e reduzirmos a quantidade de luz solar alcançando o chão, isso irá afetar negativamente a produção agrícola não dos EUA, como do mundo, podendo colocar o mundo em uma crise alimentícia.

Dois experimentos parecem estar reduzindo a produção alimentícia nos EUA:

– Mudanças nos micro-climas causadas por programas de modificação climática e,

– falta de fotossíntese causada por persistentes rastros químicos que produzem (segundo a NASA), nuvens fabricadas que mudam o clima. (Painéis fotovoltaicos estão produzindo menos energia por causa desses experimentos.)

Nuvens Fabricadas

A NASA notou em outubro de 2005, em um jornal, assim como outros estudos, que os crescentes e persistentes rastros de aeronaves estão criando nuvens que estão “armazenando calor na atmosfera e exacerbando o aquecimento global”. A NASA continua: “Qualquer incremento na cobertura de nuvens ao redor do globo irá contribuir para mudanças a longo prazo no clima da Terra. Assim, qualquer mudança climática terrestre pode vir a afetar os recursos naturais”. (A apresentação de Rosalind começa assim).

Jatos que deixam persistentes rastros estão mudando nosso clima para um nível em que causa o seguinte efeito, de acordo com Patrick Minnis da NASA (fevereiro de 2007): “Nós descobrimos que os rastros estavam produzindo muito mais nuvens do que pensamos que produziriam. Este avião em particular produziu um rastro que cobriu uma área de 4 mil kilometros quadrados e durou por 6 horas. Mas nós também descobrimos que haviam rastros cobrindo áreas ainda maiores e que duravam mais de 20 horas”.

Dr. Wayne Evans, cientista atmosférico: “Você pode ver dois rastros formando nuvens do tipo cirrus. A maioria das nuvens naturais refletem mais luz de volta para o espaço do que emitem energia infravermelha em direção ao chão. Entretanto, nuvens cirrus são diferentes. Elas na verdade radiam mais energia do que a refletem de volta para o espaço. Além disso, essas nuvens contribuem para o aquecimento global.

Um jato deixando apenas um rastro persistente, que pode se expandir para cobrir uma área de quatro kilometros quadrados e durar por mais de vinte horas é um fenômeno que não foi ouvido nos anos 50, 60 e 70. Não foi até os anos 80 que depois houve uma grande chance de que pessoas começassem a ver os primeiros rastros persistentes que hoje nós podemos ver em grande escala.

Estudos da NASA mostram uma mudança climática e problemas de aquecimento global que puderam ser atribuídos a esses tipos de rastros de aviões e que esses aviões causaram sim esses tipos de rastros persistentes que se formam em nossos claros céus azuis. Uma das questões que devemos fazer conforme avançamos nesse assunto é: “COMO VOCÊ GOSTA DO SEU CÉU, NATURAL OU FABRICADO?” E logo agora nós estamos fabricando céus iguais aos que você pode ver em fotos. E essas nuvens manufaturadas estão prendendo o calor em nossa atmosfera. Não é hora de todos nós nos atentarmos a esse problema de aquecimento global?

Nota do Hiperdimensão: Já é mais do que comprovado que o aquecimento global não tem suas raízes em causas humanas, antrópicas. O aquecimento global é um fenômeno que está ocorrendo em todos os planetas do Sistema Solar. Você pode ler mais detalhes sobre isso, neste excelente artigo de Richard C. Hoagland e David Wilcock. Trata-se, portanto, de um fenômeno cósmico. Apesar de alguns indícios de que uma instabilidade solar pode ser a causa, ou ainda que estamos experimentando uma parte de um longo processo cósmico cíclico, muito há ainda a se pesquisar.

Aquecimento Atmosférico Químico e Programas de Teste

Existem também outros experimentos sendo feitos em nossa atmosfera. Nuvens apresentando cores artificiais, estranhas, são comumente relatadas e mostram o resultado desses experimentos. Essas cores representam uma reação química produzida por experiências conduzidas pela NASA e a Força Aérea Americana. Eles enviam aos céus pacotes lotados com químicos tóxicos desenhados para explodir quando superaquecidos. Assim, pode-se conduzir experimentos de testes atmosféricos e ionosféricos.

Alguns rastros persistentes de aviões e nuvens fabricadas, eu acredito, permitem que cientistas observem os resultados desses testes tanto de satélites, quanto de bases terrestres. Sem as nuvens fabricadas, esses testes não podem ser feitos, nem observados, pois os agentes químicos não produziriam marcas visíveis.

O Kit de Imprensa da NASA e da Força Aérea Americana mostra um programa de testes atmosféricos da NASA (ligados ao HAARP, que podem produzir os espectos das auroras. Nesses experimentos, pacotes são enchidos com químicos e superaquecidos a diferentes altitudes. Esses pacotes contém os seguintes químicos que podem estar poluindo nosso ar e aparecendo em incomuns picos de detecção em reservatórios de água da Califórnia – Departamento de Saúde do Estado da Califórnia, Resultados de Testes com Água da Divisão de Água Potável – Arquivos Públicos, Sacramento, Califórnia):

Em curtas notas publicadas em maio de 2008 pelo Conselho de Relações Exteriores (CRE), a Geoengenharia é levada a cabo por elites internacionais baseadas em idéias radicais sendo apoiadas pela administração de Obama.

Os seguintes trechos são tirados do documento:

Estratégias de Geoengenharia

Entre todos os esquemas de geoengenharia, aqueles atualmente considerados mais praticáveis incluem o aumento do albedo planetário, ou seja, a reflexão da luz solar de volta para o espaço antes que ela possa ser absorvida. Existem vários métodos que podem ser usados para aumentar a refletividade planetária:

  1. Adicionar mais pequenas partículas reflexivas na parte superior da atmosfera (a estratosfera a qual está localizada entre 15 e 50 kilometros acima da superfície terrestre).
  2. Adicionar mais nuvens na parte inferior da atmosfera (a troposfera).
  3. Colocar vários tipos de objetos refletores no espaço, tanto perto da Terra, como em um local estável entre o Sol e a Terra.
  4. Mudar largas porções da superfície planetária onde a cobertura é escura (absorvente), como árvores, para coisas que são claras (reflexivas), como neve ou grama.

Aerosols estratosféricos que podem ser desenhados para migrar uma região em particular (por exemplo, sobre o ártico) ou para se elevarem acima da estratosfera (para não interferir na química estratosférica).

Adicionar mais do tipo certo de finas partículas para a estratosfera pode aumentar a quantidade de luz solar que é refletida de volta para o espaço.

Várias tecnologias, quando aplicadas à geoengenharia podem ser usadas para elevar partículas para a estratosfera, tais como armas navais, foguetes, balões de gás quente ou dirigíveis, ou esquadrões de alta altitude. Partículas com potencial de uso incluem dióxido de enxofre, óxido de alumínio ou até aerosóis especialmente desenhados para flutuar.

Um documento com um sumário de um encontro geoengenharia de 1999 (PDF, páginas 12, 13, 14) também diz categoricamente que objetivo último da “estratégia tecnológica para o aquecimento global” é a implementação de uma taxa de carbono.

Nota do Hiperdimensão: Assista ao documentário “A Farsa do Aquecimento Global”, documentário este que se contrapõe ao “Uma Verdade Inconveniente”, do ex-futuro-presiente americano Al Gore. Assistindo aos 2, você poderá perceber como essa verdade inconveniente foi especialmente desenhada para se parecer muito mais inconveniente do que o título sugere!

Há uma pasta contendo valiosos documentos em PDF, todos publicados pelo CRE, e todos dizendo respeito ao programa de geoengenharia.

Um excelente video resumindo as preocupações sobre rastros químicos chamado Geoengenharia e Eugenia acabou de ser lançado pela Media Rival Productions. Esse video mostre grandes aviões em janelas dispersando rastros químicos, assim como aeronaves que parecem ligar e desligar em pleno ar as emissões químicas. O fato de algo está sendo deliberadamente disperso fica claro neste video e isso não pode ser confundido com pulverizações de plantações, as quais são realizadas por aviões leves e de baixas altitudes.

Matéria é Movimento Retardado – “Um véu de tristeza inexplicável”

Posted in Física, Filosofia, Literatura, Traduções with tags , on 3 de fevereiro de 2011 by hiperdimensao

O título deste post remete a um capítulo de um livro há muito esquecido, “Etidorhpa”. O livro, narrado por Llewellyn Drury, nos conta sobre seu encontro com um homem muito misterioso que lhe entrega um manuscrito contando sobre sua jornada até o centro da Terra, fazendo-o prometer publicar um livro 30 anos depois. Llewellyn Drury aceita o contrato, mas desiste da promessa. Quem acaba por produzir o livro é John Uri Lloyd. O livro é, portanto, uma história dentro de outra história.

Este livro pode ser lido na íntegra em Forgotten Books.

O que mais chama atenção neste livro, além da metalinguagem, é a grande sabedoria filosófica de alguns personagens. Sabedoria que ultrapassa os limites da ciência na época em que foi escrito – 1897.

Segue um trecho, de livre tradução minha:

“É possível – não é? – para você imaginar uma contínua saraivada de bolas de ferro passando perto de você em uma linha, em uma direção horizontal com considerável velocidade. Suponha que uma placa de vidro fosse gradualmente movida de forma que uma de suas quinas fosse atingida por uma das bolas; então toda a lâmina de vidro seria fragmentada pelo choque, mesmo que o projétil tenha atingido somente um único local do vidro, o ponto de contato cobrindo apenas uma pequena área. Imagine agora que a velocidade da saraivada de projéteis seja aumentada em mil vezes; então a vidraça introduzida no caminho seria finamente cortada, como se fosse com uma lima que tivesse lixado seu caminho sem produzir uma simples fratura radial. Uma pessoa estando perto da saraivada agora ouviria um profundo som parecido com um ronronar ou rugido, causado pela fricção entre os projéteis e o ar. Aumente gradualmente a rapidez de seus movimentos, e esse rugido se tornaria mais agudo, passando de um profundo, grave murmúrio, em um menos grave, e enquanto a velocidade é aumentada, o tom se tornaria mais agudo, e finalmente dolorosamente estridente. Aumente agora a rapidez do trem de projéteis de novo, e de novo as notas seriam diminuídas, voltando novamente e sucessivamente através dos vários tons que se sucederam, e finalmente alcançariam o grave rugido que primeiro chegou aos ouvidos, e com um incremento adicional na velocidade, o silêncio se sucede, silêncio sempre, independentemente do incremento de velocidade. Dessas centenas de milhas por segundo que a saraivada está agora passando, deixe que a rapidez seja aumentada em mil vezes, alcançando em seu vôo milhões de milhas a cada segundo, e para os olhos, a partir do ponto onde o som desapareceu, enquanto a velocidade aumentava, uma indistinta vermelhidão apareceria, um brilho quase imperceptível, indicando ao sentido da visão, por uma linha contínua, o caminho dos mísseis em movimento. De qualquer jeito, a linha seria tão uniforme quanto uma iluminada marca de lápis, apesar de que as várias balas integrantes da trilha estejam separadas uma das outras por milhas de espaço. Deixe agora uma placa de vidro atravessar o caminho, e do ponto de contato, uma chuva de faíscas voaria, e as beiradas do vidro juntas a cada lado do orifício aparentariam, depois que se retirasse o vidro, serem sido fundidas. Conceba agora que a velocidade das balas sejam dobradas e triplicadas, de novo e de novo, a linha de luz vermelha se torna mais clara, e então brilhante, e finalmente enquanto a velocidade aumenta, chega um ponto onde puro branco resulta, e ao sentido humano a trilha seria um algo contínuo, tão sólido quanto uma barra de metal em calor branco, e (inclusive se as balas estivessem separadas por mil milhas), um homem com seus sentidos não poderia fazer prova de sua existência separada. Aquele pedaço de vidro ou qualquer substância, até mesmo aço ou diamente, que atravessassem o caminho agora seriam simplesmente derretidos, sendo a porção excisada e carregada para fora do caminho nem se parecendo com cintilações nem com fragmentos de matéria. O sólido instantaneamente se liquefaria, e se espalharia como um fino filme sobre a superfície de cada bola branca, cada massa quente de metal voador, agora, para qualquer condição, essencialmente uniforme como uma barra de ferro. Aumente loucamente a velocidade para milhões em cima de milhões de milhas por segundo, e o calor irá desaparecer gradualmente assim como o som, enquanto a brilhante luz irá passar de volta sucessivamente através das matizes de cores primárias que são atualmente conhecidas pelo homem, começando pelo violeta, e terminando com o vermelho, e enquanto o vermelho desaparece gradualmente o trem de balas irá desaparecer para o sentido do homem. Nem luz, nem som irão acompanhar a saraivada, nem o olho humano, nem o ouvido humano poderão perceber sua presença. Deixe uma placa de vidro ou qualquer outro objeto atravessa-lá de borda a borda, e não dará ao sentido humano qualquer evidência de sua existência; as moléculas do vidro se separarão na frente para se juntarem atrás, e o trem em movimento passa através dele tão livremente quanto a luz, deixando a superfície do vidro inabalada.”
“Espere,” eu interrompi; “isso seria como um tipo de matéria passando através de outro tipo de matéria sem perturbar uma a outra, e há uma lei física que duas substâncias não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo.”
“Essa lei dá conta enquanto o homem assim entende o assunto, mas as balas não são mais matéria. Movimento de massa foi primeiramente modificado em movimento de moléculas, e movimento de moléculas se tornaram finalmente aumentados em movimento de entidades de força livre enquanto as balas se desintegraram em corpúsculos moleculares, e então se dissociaram em átomos. Nesse último ponto os sentidos da visão e do toque cessaram de serem afetados pela coluna de movimento (nem de massa nem de força), e o próximo pulo na velocidade dos átomos os fez desaparecerem, e o movimento livre intangível, resultou em nada, vazio.”
“Este resultado é o espírito do espaço que a tudo permeia (o ether da humanidade), tão sólido quanto diamante e tão móvel quanto o vácuo. Se você puder reverter a ordem desse fonômeno, e imaginar um retardo irregular da rapidez de tal movimento atômico, você pode ler a história da formação do universo material. Siga a cadeia de eventos de trás para frente, e com o decrécimo da velocidade, movimento se torna matéria novamente, e de acordo com as condições governando a mudança de movimento em matéria, de tempos em tempos os vários elementos sucessivamente aparecerão. Os planetas podem crescer por fora e por dentro, e espaço ethereo pode gerar poeira elemental. Se você puder conceber uma condição intermediária onde puro movimento do espaço se torna parcialmente tangível, e ainda não tão suficientemente grosseiro para ser matéria terrestre, você pode imaginar como tais forças que o homem é familiarizado, luz, calor, eletricidade, magnetismo, ou até gravidade são produzidas, pois esses também são distúrbios no movimento do espaço. Deve ser facilmente entendível que, de acordo com o mesmo simples princípio, outros elementos e forças desconhecidas, agora imperceptíveis às limitadas faculdades do homem, podem ser e são formadas fora e dentro de seu campo de percepção.”

Repare que o personagem aí diz que um sólido, ao atingir uma certa velocidade de deslocamento no espaço, torna-se luz, pura energia.

As principais questões que aqui são levantadas:

Como o personagem tinha o conhecimento sobre a natureza dualística da matéria, sendo que essa natureza foi somente reconhecida depois de realizado o experimento de Young com um elétron de cada vez em 1974?

Como o personagem tinha o conceito de que matéria e energia são, na verdade, transmutáveis entre si, resultado de diferentes formas de manifestação de uma mesma “substância prima”?

Leia o livro. Este é apenas um exemplo, das dezenas que compõe essa fantástica estória – ou melhor, HISTÓRIA.

%d blogueiros gostam disto: